Sobre

Inaugurada em 2010, a Amoreira surgiu com uma proposta inovadora para a época que propunha uma experiência de consumo pausada, com um olhar atento ao bom desenho e produtos com propósito. Reaproveitamento, reúso, reciclável e sustentável já eram palavras que faziam parte do vocabulário das donas – a artista plástica Cristina Rogozinski e a publicitária Fernanda Rezende – que seguem apostando neste conceito e que traduzem a essência contemporânea da marca.

A experiência surpreende; o mix é inusitado e variado, criando um ambiente singular. Ele vai desde móveis vintage garimpados e objetos para a casa até utensílios domésticos, jóias, acessórios, brinquedos e produtos de papelaria. A seleção é bastante criteriosa e leva em conta a história de cada peça. As sócias também tem investido cada vez mais em sua marca própria, com produtos desenvolvidos em parceria com designers como Pat Lobo, José Machado, Flávia del Pra e Dani Schiller, entre outros.

Cada vez mais madura e consciente de seu papel, a Amoreira vem realizando parcerias com comunidades próximas – como as Artesãs da Linha Nove, no Jaguaré – desenvolvendo coleções a partir de seus saberes passados de geração para geração. Assim como a história da marca - que tem um contexto familiar por trás do nome - esses grupos de artesãos são incentivados a desenvolver produtos e coleções que respeitem uma tradição, que sejam sustentáveis e que atualizem o artesanato.

 E, para completar os dez anos da marca, a loja de Pinheiros – um galpão com 250m2 que mantém sua estrutura original com vigas aparentes onde antigamente funcionava uma oficina mecânica - passa por uma renovação que contará com a mudança da fachada além da instalação de um café.

A Amoreira é um universo de tudo aquilo que é simples e especial, que tem memória e afeto e que deve ser explorado com calma e com curiosidade.

horário de funcionamento: seg a sábado das 10h às 18h.

estacionamento no local, com manobrista.